Goleiro CaindoAs lesões musculares podem ocorrer por variados motivos e são classificadas como traumáticas e atraumáticas. As primeiras são contusões e estiramento muscular, por exemplo. Já nas segundas estão as câimbras. Há várias maneiras de prevenir essas lesões, pois elas causam muita dor e muitas levam um tempo considerável para serem devidamente tratadas.

As contusões musculares são traumas ocasionados por algum tipo de pancada que atinge diretamente o músculo. Dependendo da intensidade da força com que ocorrem, as contusões pode provocar hemorragias desde brandas até as mais preocupantes, o que denuncia a hemorragia são os hematomas (manchas escura) que aparecem na pele, na região afetada pela colisão ou pancada. O tratamento de contusão leva em média de quinze a vinte dias.

Os procedimentos tomados nesses casos são basicamente imobilização do local afetado, compressas geladas nos primeiros dias e analgésicos para controlar a dor (se receitados pelo médico). Em um segundo momento, depois do término do período de imobilização é preciso recuperar os movimentos dos músculos afetados através de exercícios. Nesse período de tratamento é preciso ter paciência pois os treinamentos devem ser feitos gradualmente para acompanhar o ritmo do músculo sem forçá-lo, afinal ele estava lesionado.

O estiramento por sua vez é uma lesão ocasionada pela excessiva contração muscular. Ele ocorre quando em determinado movimento as fibras musculares se esticam mais do que podem, principalmente pelo fato do movimento ser executado de mal jeito. Existem três graus de estiramento muscular, baseado no número de fibras que foram afetadas pela lesão. A lesão é mais grave quanto maior o número, por exemplo, a lesão de grau três é mais grave que a lesão de grau dois e assim por diante.

Esse tipo de lesão causa muita dor e também hemorragias, pode ser causada por mal jeito nas práticas esportivas. O tratamento é bem parecido com o da contusão, envolve imobilização uso de remédios e recuperação. Todos os tipos de lesão podem ser prevenidas tanto no dia a dia, quanto nas práticas esportivas.

Para evitar acidentes que ocasionem lesões musculares e até mesmo fraturas é importante deixar a casa livres de objetos que possam, causar tropeções e quedas. Evitar tapetes, brinquedos e sapatos jogados pela casa podem ajudar, instalar corrimão nas escadas e usar sapatos anti-derrapantes podem facilitar muito a vida, principalmente nas casas onde moram idosos e crianças, mais frágeis quando o assunto é acidente.

Já para quem pratica exercícios, o bom senso é uma boa ferramenta para evitar as lesões musculares durante as práticas. O alongamento dos músculos é indispensável, assim como não fazer exercícios mais pesados do que sua capacidade. Lembre-se que dor é um sinal de cansaço do corpo e assim que sentir algum incômodo é bom diminuir o ritmo. O relaxamento muscular é muito bom depois de exercícios muito pesados. Essas dicas são básicas para cuidar do corpo sem sofrer nenhuma lesão.