Não há como definir qual tipo de exercício é melhor, cada um tem uma função principal, mas tanto os aeróbicos quanto os anaeróbicos são altamente benéficos. O ideal é ter os dois tipos de exercícios no programa, para que se torne completo.

Exercícios Aeróbicos

Os exercícios aeróbicos trabalham uma grande quantidade de músculos de forma rítmica, aeróbico significa “com oxigênio”, portanto, usam o oxigênio no processo de geração de energia dos músculos, e também para queimar gordura e glicose que produzem adenosina trifosfato, responsável por transportar energia para as células. São feitos em um determinado nível de intensidade, por um período contínuo, e estimulam a função dos sistemas cardiorespiratório, vascular, e o metabolismo.

Esse tipo de exercício é mais indicado para a perda de peso, pois depois de um determinado tempo o organismo passa a utilizar os lipídios como a principal fonte de energia, para que os estoques de carboidratos sejam preservados. Mas tanto os exercícios aeróbicos como anaeróbicos aceleram o metabolismo, portanto os dois auxiliam o emagrecimento.

Os principais e mais benéficos exercícios aeróbicos, são:

Caminhada

De todos os exercícios aeróbicos, a caminhada é a que mais reúne vantagens, e só não é acessível para quem tem certas limitações físicas. Portanto, se você já tem uma rotina de atividades físicas ou está apenas começando, não importa! A caminhada é indicada para todos, cada um faz o ritmo de acordo com o que consegue, e de forma progressiva vai aumentando a intensidade, e a velocidade.

A caminhada não tem custo algum, pode ser realizada por pessoas de qualquer idade, e praticamente em qualquer lugar. Não é necessário ter nenhuma prática, nem treinamento, e melhor ainda é ter uma companhia para que o percurso se torne menos cansativo, e mais agradável.

Caminhe com uma postura ereta, use roupas leves para que não impeçam a transpiração natural, e tênis acolchoados com palmilhas que deixem os pés confortáveis para a caminhada.

Corrida 

A corrida usual, assim como a prova de corrida meia maratona, também é uma ótima opção para a prática de exercícios. Mas é necessário ter um bom condicionamento físico, pois ela exige mais do corpo. Depois de um tempo de corrida, o coração começa a bater mais forte, e as células precisam de mais oxigênio e nutrientes para que funcionem bem e deem resistência, por isso nos cansamos. O início da corrida é mais tranquilo, pois o corpo ainda não está adaptado ao esforço que será exigido.

Caso não haja preparação física, rapidamente se sentirá cansado e ofegante, e para evitar esse estado é importante prestar atenção na respiração. O ideal é respirar de forma lenta e profunda, para que o oxigênio seja absorvido melhor, inspire em dois tempos pelo nariz, e solte o ar em dois tempos pela boca.

Para conseguir correr grandes distâncias, é necessário começar pelas pequenas. Após atingir um bom ritmo de caminhada, corra um pouco no final do percurso, nem que seja 100 metros, e aos poucos, vá aumentando essa distância.

A corrida é um exercício completo, mexe com todos os músculos do corpo. E para garantir ainda mais vantagem, assim como na caminhada, use roupas leves e tênis acolchoados que amorteçam o impacto dos pés contra o solo.

Ciclismo

Além dos benefícios que todos os exercícios aeróbicos oferecem, pedalar também é uma ótima opção para enrijecer as coxas e o bumbum, combater à flacidez e melhorar a circulação. Qualquer pessoa pode praticar, basta saber andar de bicicleta, e assim como diversos outros exercícios, comece aos poucos e vá progredindo, aumentando a distância, a velocidade, e a marcha, para que fique mais pesada e assim exiga mais da musculatura.

É importante se preocupar com a postura na hora de pedalar, ajuste o banco na altura da extensão das pernas, para que a coluna fique reta, e o abdômen um pouco contraído.

Natação 

A natação é indicada para todas as idades, é uma ótima opção para desenvolver a resistência muscular, cardiorespiratória, e aumentar o condicionamento físico. Ao nadar, todos os músculos do corpo se movimentam, mas para a musculatura dos braços, pernas, costas e abômen, o efeito é ainda maior, pois se movimentam juntos, de forma constante e intensa. Muitos optam pela natação, pois é um esporte muito agradável de praticar, que parece cansar menos por ser na água, mas na verdade exige muito do corpo, e proporciona ótimos resultados.

O ideal é praticar de duas a três vezes por semana, por mais ou menos 45 minutos.

Além desses tipos de exercícios aeróbicos explicados acima, existem muitos outros como dançar, pular corda, jogar futebol, hidroginástica etc.

Exercícios aeróbicos na academia

Para substituir a caminhada, a corrida, e a bicicleta, existem aparelhos na academia que possuem a mesma função, como a esteira e a bicicleta ergométrica, e tem também outras alternativas, como o Jump, Body Pump e Step. O Jump são movimentos coreográficos em cima de uma pequena cama elástica, o Body Pump é uma aula de exercícios aeróbicos acompanhada com pesos, barras e anilhas, e o Step é uma sequência de exercícios aeróbicos, em cima de uma plataforma.

Exercícios Anaeróbicos

Os exercícios anaeróbicos utilizam uma forma de energia que não depende do uso do oxigênio, são atividades de curta duração e de grande intensidade, e muitos são direcionados apenas para alguns músculos. Normalmente, o foco dos exercícios anaeróbicos é o aumento da massa muscular, da força e o enrrigecimento.

Não basta apenas emagrecer, é necessário também ter um desenvolvimento muscular, para que após eliminar a gordura, o corpo não fique flácido, e sim com curvas definidas.

E além disso, quanto mais músculos, maior a velocidade com que se queima gordura, pois o corpo precisa de mais energia.

Os saltos, corridas de cem metros raso, arremesso de peso, sprints, enfim, todos os exercícios feitos por movimentos rápidos e de alta intensidade, são anaeróbicos. Mas o principal e mais praticado hoje, é a musculação.

Musculação  

A musculação é a atividade anaeróbica mais praticada, a cada dia abre uma nova academia, e estão sempre cheias. A musculação é uma série de exercícios de curta duração, com alta intensidade, e normalmente com carga.

É a opção que mais trabalha e define os músculos, por isso existem tantas pessoas que passam horas na academia, para ganhar tamanho, definição, e o corpo “escultural” tão desejado.

Mas é preciso ter uma grande atenção, pois devido à grande intensidade dos exercícios, e por serem específicos à cada parte do corpo, qualquer erro ou prática de forma incorreta, pode causar lesões, rompimento de músculos, ligamentos, dores na coluna, postura incorreta etc. Por conta disso, é importantíssimo ter um profissional ao lado, para que oriente cada exercício. Além de orientar, o treinador monta uma série de exercícios de acordo com suas capacidades físicas e com o seu objetivo, e essa série vai mudando com o tempo. A série constitui quais aparelhos você irá usar durante aquele período, qual o peso de cada um, e a sequência.

As academias possuem milhares de aparelhos, que são extremamente específicos para as regiões do corpo. São aparelhos para panturrilha, bíceps, tríceps, para os glúteos, costas, peito, abdômen, para cada parte da coxa (trás, frente, lado de dentro, de fora) etc.

É fundamental, que antes de começar a musculação, você faça uma avaliação física e alguns exames, para verificar se está tudo correto, e se é necessário ter algum cuidado especial durante o treino. Para pessoas que possuem pressão muito alta, doenças cardíacas e circulatórias, diabetes, ou qualquer outra doença que traga sérios riscos, é preciso ter atenção e acompanhamento redobrado.

Além de acompanhamento, também é importante ter disciplina, e fazer tudo conforme a série. Querer adiantar os exercícios, e aumentar a carga sem a indicação do treinador, pode trazer sérios danos para o corpo. Lembre-se que uma determinada série em um músculo pode causar o seu crescimento, mas também a ruptura das fibras elásticas da pele, causando o aparecimento de estrias.

Topo