Tênis CorridaA corrida é um esporte muito popular no mundo inteiro, assim como os tênis para corrida. Porém, poucas pessoas tem conhecimento da importância desse calçado esportivo, dos benefícios de seu uso correto e até dos prejuízos que pode causar se for for usado incorretamente.

A origem dos tênis começa com a Revolução Industrial, que permite muitas facilidades na produção e proporciona ao consumidor um novo tipo de sapato, mais leve e confortável. Durante o século XX, esse calçado evoluiu e se popularizou, principalmente no mundo dos esportes. Hoje, tem-se muita opção na hora de comprar um tênis, trata-se de um mercado bastante democrático.

O tênis de corrida é um dos que mais são vendidos, encontramos variedades de marcas, modelos, tecnologias e preços e pode ser usado em vários esportes como meia maratona, triatlo e atletismo. Mas não são só esses fatores que deve-se levar em consideração quando for adquirir um tênis de corrida. As características dos pés, a maneira de pisar, o peso, o nível atlético, o tipo de corrida, a postura, tudo pode influenciar seu desempenho.

Toda tecnologia dos tênis serve para amenizar os impactos que o corpo sofre durante uma corrida. Se ele for bem escolhido, levando em conta as características do corredor a probabilidade de causar qualquer prejuízo será pequena. Existem categorias de tênis de corrida que os fabricantes seguem para confeccioná-los. As categorias de tênis são dividas em cinco: Movimento, Estabilidade, Amortecimento, Performance e Trilha. Cada uma delas tem regras que se segue para atender a cada tipo de corredor e suas necessidades anatômicas e um seu maior conforto.

As mais altas tecnologias lançadas frequentemente pelas mais diferentes marcas famosas estão constantemente ajudando a aprimorar seus modelos para melhor agradar os consumidores. No entanto, é preciso tomar cuidado, escolher os modelos que mais prestigiem suas características e não considerar apenas preço e a moda. Afinal, a escolha errada pode prejudicar não apenas os pés, mas as áreas atingidas pelo impacto na hora da corrida, como os tornozelos, os joelhos, quadris e até a coluna.

Por isso, dê mais valor ao tênis de corrida, use-o corretamente, compre um que melhor te beneficie e não se esqueça que os tênis tem data de validade, observe o desgaste que eles sofrem e o tempo de uso, dependendo do resultado ele deve ser aposentado.

História do Tênis

O calçado tem um papel importante na história da humanidade, ele surgiu por causa da necessidade que o homem primitivo sentiu de proteger seus pés das condições adversas, como frio e calor e também das armadilhas da natureza que podiam lhe causar feridas e impedir sua locomoção.

Até o século XIX usava-se basicamente couro e tecidos para confeccionar os sapatos e os modelos não eram muito variados. Mas com o crescimento da industrialização e da ciência, os sapatos não pararam mais de evoluir.

Ainda no início do século XIX, a borracha se tornou muito importante na indústria e alguns produtores de sapatos começaram a produzir sapatos com solados feitos desse material, os calçados tornaram-se, assim, mais leves e confortáveis. Na década de 1860, surgiu um tipo novo de sapato feito de couro, era fechado com cadarço e proporcionava certa leveza em comparação com os sapatos da época.

Essa espécie de sapatilha conquistou os praticantes de esportes, que passaram a adotar esses sapatos em corridas, ciclismo e na prática do tênis, esporte que deu nome ao novo estilo de calçados, que antes, nos EUA ficou conhecido como cricket sandals. Em meados de 1920, o sapateiro Adolph Dassler lançou, na Alemanha, um sapato especial para corredores, o novo tênis conquistou atletas e permitiu que seu inventor criasse uma das maiores marcas de artigos esportivos, conhecida até hoje.

Na Inglaterra, Joseph William Foster criava seus tênis artesanalmente entre o final do século XIX e início do século XX, quando em 1924 seus calçados especiais para corredores foram usados em um campeonato de esportes de verão dentro de seu país. A partir daí, seus tênis ficaram famosos, surgiu assim uma grande companhia multinacional inglesa na década de 50, capaz de representar os esportistas britânicos e ser reconhecida no mundo inteiro.

Na década de 50, os tênis ficaram muito famosos entre os jovens, que começaram a usá-los, tanto que se tornou um símbolo de juventude e também de rebeldia e inovação. Já na década de 1980, eles eram mais populares que nunca. Em parte por causa da popularização dos esportes mostrados pela mídia, o que tornou os tênis objetos de desejo, tanto que foram incorporados a moda, viraram, assim, símbolo de estilo e bem-estar.

Os tênis, hoje, são muito associados a tecnologia, todas as marcas, na tentativa de conquistar a confiança dos consumidores, prometem ter as melhores tecnologias em amortecimento de impacto e maior conforto. A promessa dos fabricantes não para de ser buscada por eles mesmos, frequentemente podemos ver lançamentos de novos modelos combinando tecnologia de ponta e ciência avançada para melhor atender aos seus consumidores.

Por causa dessa corrida para conquistar o público, vê-se as lojas especializadas nesse tipo de calçados sempre com uma infinidade de opções, incluindo, modelos, cores, formas e tecnologias. Apesar dos preços serem altos, os tênis esportivos são bastante populares, afinal até nos preços eles são democráticos. Atualmente temos até uma vantagem, podemos comprar nossos tênis baseados no nosso tipo de pés e pisadas, no tipo de esportes que praticamos, o que nos nos dá mais conforto. Além disso, o consumidor deve escolher os tênis que lhe sirva melhor independente das tendências do momento.

Importância do Tênis de Corrida

Caminhada TênisA corrida é um esporte que exige muito do corpo do atleta, por isso é preciso praticá-lo bem preparado, começando por roupas adequadas, que deem maior liberdade de movimento e maior conforto, assim como para os sapatos que serão usados, que devem ser tênis especiais para esse tipo de prática esportiva. O tênis não deve ser adquirido levando em consideração apenas a questão estética ou o preço, o corredor deve considerar uma série de fatores como, sexo, idade, a massa corporal, o tipo de pisada, a altura, postura, enfim todas as suas características podem influenciar.

Há uma questão muito importante para quem costuma correr diariamente, especialistas revelam que o sistema de amortecimento de impacto de um tênis que foi usado fica deformado e demora de doze a vinte quatro horas para voltar ao normal, portanto, um tênis usado hoje por um corredor não deverá ser usado amanhã, pois seu amortecedor não funcionará da forma esperada. O recomendado, nesse caso, é que o corredor tenha mais de um par de tênis para que possa revezar. Ainda sobre os cuidados de um corredor assíduo com seu tênis, é preciso ficar atento ao funcionamento do amortecedor de impacto, muitas vezes, o atleta não se atenta para a durabilidade de um tênis, não se sabe exatamente a quilometragem ou tempo que eles resistem, mas se o dono perceber desgastes, desequilíbrio nas solas, ou até dores corporais, como nos tornozelos, joelhos e coluna, pode ser que os tênis passaram da data de validade e precisam ser substituídos por um novo par.

Como cada fabricante e modelo promete um tipo específico de benefício, o importante é o consumidor saber do que realmente precisa e para isso ele deve experimentar, pois o uso de um tênis que não te favorece pode causar alguns desconfortos na hora de praticar qualquer exercício, mas principalmente na corrida. O corredor deve conhecer seu tipo de pisada e escolher o modelo que se adapta para ela, ao experimentar um modelo, deve-se dar alguns passos para saber se os pés não ficam demasiadamente comprimidos, se os movimentos podem ser feitos confortavelmente, enfim, se caso alguma coisa incomodar na hora da prova, quando o atleta for usar os tênis para correr, sua prática esportiva pode ficar comprometida, afinal o desconforto atrapalha muito durante a corrida.

A escolha do tênis correto e mais confortável ajuda na performance do atleta, alguns podem corrigir a pisada, o que não prejudica as articulações e tendões do corredor, contribuindo para uma corrida mais agradável a longo prazo, ou seja, mais saudável anatomicamente.

Categorias dos Tênis de Corrida

Os tênis de corrida são divididos em cinco categorias que são, inclusive, adotadas pela indústria, ou seja, os fabricantes de tênis de corrida, fazem os tênis de acordo com essa divisão, que é a seguinte: controle de movimento (motion-control), estabilidade (stability), amortecimento (cushion), performace (performace ou lightweight), trilha (trail).

1) Movimento (motion-control): indicado para corredores com pisada pronada (veja na página Tipo de pés e pisada), os tênis que se encaixam nessa categoria costumam ter a sola mais firme, que as outras, o que permite mais estabilidade na hora da corrida e ajuda aqueles que precisam usar palmilhas especiais.

2) Estabilidade (stability): é um tênis com solado semi-curvo, proporciona ao corredor bastante suporte, é destinado aqueles com pisada normal, sem muito desvio. É um tipo de tênis durável para corredores de peso médio, para os quais oferece um ótimo amortecimento.

3) Amortecimento (cushion): indicado para corredores que tem o pé mais arqueado, mas que não possuem alto grau de pronação. O solado tende a ser mais curvo e extremamente macio, o amortecimento é garantido, mas não há muito suporte.

4) Performance (performance ou lightweight): é o preferido dos corredores mais rápidos e muito usado em treinos de maior velocidade e em provas de corrida. O seu solado é curvo ou semi-curvo, é um tênis bastante leve e alguns proporcionam relativa estabilidade. Dão mais suporte e seu amortecimento é mais eficiente que os racing (tênis para competição).

5) Trilha (trail): é o tipo de tênis desenvolvido para caminhadas em trilha. Seu material de confecção é mais resistente, seu solado proporciona maior tração, pois seu uso é recomendado para terrenos acidentados e geralmente são mais pesados.

Analisando os tênis a partir dessas categorias, é possível perceber que para escolher o tênis ideal de corrida devem ser levados em consideração alguns critérios, como já foi citado, o tipo de pé, a maneira como se pisa, que pode ser avaliada em algumas lojas especializadas em sapatos esportivos. Eles oferecem um teste ao consumidor que é feito na esteira, dando ao final, um diagnóstico, a maneira exata como ele pisa, facilitando a escolha do tênis a partir daí.

O peso do atleta deve ser considerado, o seu nível atlético, o ritmo em que corre, com que frequência, se já sofreu lesões anteriormente, se sente dores, enfim, é uma lista infindável que cabe ao corredor avaliar e pensar sobre o assunto.

Porém, não se pensa só na hora de comprar, o corredor deve saber o momento certo de aposentar os seus tênis de corrida, para que eles não cause problemas anatômicos. Afinal, um tênis velho não amortece os impactos sofridos e forçam muito as articulações e tendões, podendo causar graves lesões e fortes dores.

Amortecedores de Tênis de Corrida

O mercado dos tênis de corrida é muito competitivo, as marcas, tanto nacionais quanto as grandes multinacionais, estão sempre investindo o máximo que podem em tecnologia de ponta para conquistar os consumidores, que são o motivo dessa batalha e que estão sempre buscando conforto e o melhor design.

Os mais diferentes tipos de tecnologia prometem ao consumidor diversos resultados, tentando atender as mais variadas necessidades nesse ramo do mundo dos esportes. Cada tipo de amortecedor, tem um objetivo, mas nem sempre o cumprem, para isso é preciso experimentá-los antes de comprar.

Os mais modernos tipos de amortecimento são indicados, não só para os atletas profissionais, mas também são produzidos pensando nos amadores. As tecnologias desenvolvidas visam aliviar impactos, dar mais conforto e corrigir problemas anatômicos do pé, dando ao corredor mais tranquilidade durante a prática esportiva. Veja a seguir algumas apostas de amortecedores do mercado de tênis, direcionada para corredores e quais os seus objetivos:

1) Ajuste da pisada: a pisada do corredor é modificada por causa de um ajuste mecânico, ele passa a pisar com a ponta dos pés e não com o calcanhar o que diminui o impacto e aumenta a velocidade do atleta (não é muito significativo), pois imita a corrida descalça. Porém, os especialistas não recomendam o uso indiscriminado, sem que o atleta, primeiro, se acostume gradativamente com essa tecnologia, pois pode sofrer com lesões.

2) Amortecimento centralizado: foi desenvolvido para os corredores que costumam pisar primeiro com a parte central dos pés, por isso o amortecedor foi instalado no meio do tênis e não na região do calcanhar. Para quem tem esse tipo de pisada e usa esse tênis, há mais vantagens, porque o risco de sofrer com lesões diminui e o desgaste do tênis é menor.

3) Amortecedor inteligente: é um dos mais modernos no mercado, o tênis possui um sensor que é capaz de avaliar a intensidade do impacto durante uma corrida, se for preciso ajustar a absorção o microprocessador ativa um sistema mecânico que o faz. O custo desse tênis, claro, é muito maior e especialistas alertam para uma diferença mínima entre este tipo de amortecimento e de outros mais simples.

4) Amortecimento em gel: não é tão moderno assim, já está há um tempo no mercado. Promete dar ao corredor uma pisada mais macia, mas não tira a firmeza da qual necessita. Para que a firmeza seja garantida, o gel usado para amortecer é revestido por uma resina plástica que impede a deformação exagerada do amortecedor no momento da pisada.

Não existem apenas esses tipos de amortecedores, com frequência é lançado um novo tipo mais moderno no mercado, mas esses de alguma forma se destacam pela ousadia ou pela eficiência. É importante destacar para os consumidores que não se deixem seduzir, pois nem sempre os mais modernos são sinônimos de melhor qualidade, há exemplos de alguns tênis que utilizam muita tecnologia e que funcionam da mesma maneira que outros mais simples.

Tipos de Pés e Pisadas

Pisada AreiaUm dos fatores importantes a ser considerado na hora de adquirir um tênis de corrida é o tipo de pé e a maneira que pisamos. Pouca gente tem conhecimento sobre o seu próprio tipo de pé, menos ainda da sua pisada, mas isso pode influenciar se compramos um tênis errado, causando desconforto e até lesões.

Cada estilo de corrida força uma parte específica do pé, pois exige um tipo de pisada, para que haja boa adaptação do corredor ele deve escolher um tênis com amortecedor instalado na área da pisada. É importante lembrar que os pés variam de largura e formato, e que existem tênis específicos, com formatos diferentes que podem atender a todos.

Existem três tipos de pisadas, a normal, a supinada e pronada:

1) Pisada normal: consiste numa pisada que se inicia com o lado externo do calcanhar, logo depois ocorre uma ligeira rotação e a pisada termina apoiada no centro da planta do pé.

2) Pisada supinada: uma pisada que começa e termina apoiando-se na parte externa do pé, tem início com a parte externa do calcanhar e fim no dedo mindinho.

3) Pisada pronada: tipo de pisada que começa com a parte externa do calcanhar, mas sofre uma rotação e termina no dedão do pé.

O tipo de pé influencia na maneira como se pisa, para descobrir como é seu pé, que tipo de arco ele tem, pode fazer um simples teste, pisar numa folha de papel descalço com a sola do pé molhada, a marca da sua pegada pode mostrar qual é o seu tipo de pé.

Se você observar que a marca do seu pé mostra o calcanhar e a parte frontal ligadas por uma faixa larga, seu pé é normal e isso significa que o grau de pronação da sua pisada é leve. As categorias de tênis indicada para esse caso são o de estabilidade e amortecimento.

A segunda possibilidade é, quando a pegada mostra o calcanhar e a parte frontal do pé totalmente ligados, pois o arco do pé é baixo, esse é o chamado pé chato. O grau de pronação é muito grande, o que facilita lesões. Para quem tem pé chato, as categorias de tênis recomendada é a de controle de movimento e de estabilidade.

Por último, existem os pés com arco elevado, o qual deixa uma marca em que a conexão entre o calcanhar e a parte frontal é muito estreita. A pronação nesse tipo de pé é muito pequena, insuficiente para que haja uma boa absorção de impacto. A melhor categoria de tênis para esse tipo é o de amortecimento, pois o solado curvo ajuda no movimento.

Impactos da Corrida

A corrida é um esporte que exige muito de quem a pratica, principalmente por causa dos fortes impactos aos quais o corpo é submetido. Estima-se que durante uma corrida de 15Km, por exemplo, o corredor é submetido a um total de 10.000 impactos, em decorrência do par ação e reação.

Durante a corrida, o atleta exerce uma força contra o chão e com a mesma intensidade, o chão exerce força sobre o corpo. O corpo inteiro, portanto, sofre esse impacto. Ele não é necessariamente um vilão, claro que se formos submetidos a sua força excessivamente estaremos sujeitos a lesões. Porém, em condições normais ele contribui para o fortalecimento ósseo e muscular de quem pratica exercícios.

A força do impacto depende de alguns fatores como o peso do corpo, a velocidade que o corpo atinge ao chegar no chão e da maneira como a força é absorvida. A absorção do impacto pode ser manipulada por quem corre. Por exemplo, correr na areia da praia ou na grama, utilizar tênis com amortecedores de impacto são maneiras de amenizá-lo. Existem estudos que afirmam que o impacto é abrandado dependendo da maneira que pisamos no chão, revela-se que pisar com o calcanhar é mais impactante do pisar com a ponta dos pés.

Mas independente do jeito que se pisa, o sapato usado na prática esportiva é muito importante pois, se considerarmos uma pessoa que tem o hábito de praticar corrida, saberemos que ela está sujeita a movimentos repetitivos que atingirão os seus pés, tornozelos, joelhos, quadris e até coluna. A princípio não há tanto problema, mas a longo prazo pode trazer algumas consequências. O impacto sofrido durante uma corrida é capaz de duplicar o peso do atleta e todo esse impacto é absorvido nos pés. Dessa forma, se eles não forem bem protegidos, poderão sofrer alguns problemas, o que pode refletir em fortes dores.

Os pés possuem uma estrutura óssea extremamente complexa que se integra a um sistema de ligamentos e músculos, de qualquer maneira uma prática constante de exercícios vai desgastando essa estrutura. Porém, esse desgaste pode ser controlado conforme o uso adequado de tênis com amortecedores que podem ser complementados com palmilhas especiais para aqueles que já sofrem com algum tipo de desgaste.

São diversos os tipos de tênis que contribuem para o bem-estar de quem pratica a corrida ou qualquer outro esporte, é preciso ficar atento as suas necessidades, saber qual te deixa mais confortável e pode te proporcionar menos dores. O importante é praticar exercícios sempre pensando na saúde do corpo.